quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Liturgia do Dia - sua Profecia diária


Quinta-feira, dia 22 de Dezembro de 2016

Últimos dias feriais do Advento - 22 de Dezembro

Santa Francisca Xavier Cabrini, religiosa, fundadora, +1917

Comentário do dia
São Luis-Maria Grignion de Monfort : «O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas»

1 Sam. 1,24-28.

Naqueles dias, Ana tomou Samuel consigo e, levando um novilho de três anos, três medidas de farinha e um odre de vinho, conduziu-o à casa do Senhor, em Silo. O menino era muito pequeno.
Imolaram o touro e apresentaram o menino a Heli.
Ana disse-lhe: «Ouve, meu senhor. Por tua vida, eu sou aquela mulher que esteve aqui orando ao Senhor na tua presença.
Eis o menino por quem orei: o Senhor ouviu a minha súplica.
Por isso também eu o ofereço para que seja consagrado ao Senhor todos os dias da sua vida». E adoraram o Senhor.


1 Sam. 2,1.4-5.6-7.8abcd.

Exulta o meu coração no Senhor,
no meu Deus se eleva a minha fronte.
Abre-se a minha boca contra os inimigos,
porque me alegro com a vossa salvação.
A arma dos fortes foi destruída
e os fracos foram revestidos de força.

Os que viviam na abundância andam em busca de pão
e os que tinham fome foram saciados.
A mulher estéril deu à luz muitos filhos
e a mãe fecunda deixou de conceber.
É o Senhor quem dá a morte e dá a vida,
faz-nos descer ao túmulo e de novo nos levanta.

É o Senhor quem despoja e enriquece,
é o Senhor quem humilha e exalta.
Levanta do chão os que vivem prostrados,
retira da miséria os indigentes;
fá-los sentar entre os príncipes
e destina-lhes um lugar de honra.




Lucas 1,46-56.

Naquele tempo, disse Maria: «A minha alma glorifica o Senhor
«A minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.
Porque pôs os olhos na humildade da sua serva: de hoje em diante me chamarão bem-aventurada todas as gerações.
O Todo-poderoso fez em mim maravilhas, Santo é o seu nome.
A sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que O temem.
Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos.
Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes.
Aos famintos encheu de bens e aos ricos despediu de mãos vazias.
Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia,
como tinha prometido a nossos pais, a Abraão e à sua descendência para sempre».
Maria ficou junto de Isabel cerca de três meses e depois regressou a sua casa.



Tradução litúrgica da Bíblia



Comentário do dia:

São Luis-Maria Grignion de Monfort (1673-1716), pregador, fundador de comunidades religiosas
«Tratado da Verdadeira Devoção à Virgem Santíssima»

«O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas»

Ao longo da sua vida, Maria deu muito pouco nas vistas. {...] A sua humildade era tão profunda que não teve na Terra interesse mais forte e mais constante do que esconder-se perante si mesma e perante toda a criatura, para só ser conhecida por Deus. [...] Deus Pai consentiu que ela não fizesse qualquer milagre durante a sua vida, pelo menos que se soubesse. [...] Deus Filho consentiu que ela quase não falasse, embora lhe tivesse comunicado a sua sabedoria. Deus Espírito Santo consentiu que os apóstolos e os evangelistas falassem muito pouco dela, apenas o necessário para dar a conhecer Jesus Cristo, embora ela tivesse sido a sua Esposa fiel.

Maria é a excelente obra-prima do Altíssimo, da qual só Ele tem o conhecimento e a posse. [...] Maria é a fonte selada e a Esposa fiel do Espírito Santo, onde só Ele pode entrar. Maria é o santuário e o lugar do repouso da Santíssima Trindade, onde Deus está de forma mais magnífica e divina do que em qualquer outro lugar do universo, incluindo a sua morada acima dos querubins e dos serafins; e não é permitido a nenhuma criatura, por mais pura que seja, entrar nela sem um privilégio especial.

Digo-o com todos os santos: Maria é o paraíso terrestre do novo Adão. [...] É o grande e divino mundo de Deus, onde há belezas e tesouros inefáveis. É a magnificência do Altíssimo, onde Ele escondeu, como em seu próprio seio, o seu Filho único e, nele, tudo o que há de mais excelente e mais precioso. Oh! quantas coisas grandes e ocultas fez o Deus poderoso nesta criatura admirável, como ela mesma se sente obrigada a dizer, apesar da sua profunda humildade: «O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas!» O mundo não as conhece porque é disso incapaz e indigno.







Textos Retirados de: Evangelho Quotidiano. org