sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Liturgia do Dia - sua Profecia diária


Sexta-feira, dia 17 de Fevereiro de 2017

Sexta-feira da 6ª semana do Tempo Comum

Beato Lucas Belludi, religioso, presbítero, +1285, Santos Fundadores da Ordem dos Servitas, século XIV

Comentário do dia
São Francisco Xavier : Um grande missionário disposto a perder a vida

Gén. 11,1-9.

Toda a terra tinha uma só língua e usava as mesmas palavras.
Ao emigrarem do Oriente, os homens encontraram uma planície na região de Senaar e nela se fixaram.
Disseram então uns aos outros: «Vamos fabricar tijolos e cozê-los ao fogo». Os tijolos serviam-lhes de pedra e o betume de argamassa.
Disseram ainda: «Vamos edificar uma cidade e uma torre cujo cimo atinja os céus, para nos tornarmos famosos e não nos dispersarmos por toda a superfície da terra».
Mas o Senhor desceu para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens construíam.
Disse então o Senhor: «Aí está um povo unido e todos falam a mesma língua. Se este é o começo dos seus empreendimentos, nenhum projeto lhes será difícil.
Vamos descer até lá para lhes confundir a linguagem, de modo que não entendam a fala uns dos outros».
E o Senhor dispersou-os por toda a superfície da terra, e eles desistiram de construir a cidade.
Por isso lhe chamam Babel, porque lá o Senhor confundiu a linguagem de todo o mundo e de lá dispersou os habitantes por toda a superfície da terra.


Salmos 33(32),10-11.12-13.14-15.

O Senhor frustrou os planos dos pagãos,
fez malograr os projetos dos povos.
O plano do Senhor permanece eternamente
e os desígnios do seu coração por todas as gerações.

Feliz a nação que tem o Senhor por seu Deus,
o povo que Ele escolheu para sua herança.
Do Céu o Senhor contempla
e observa todos os homens.

Do lugar onde habita,
contempla todos os habitantes da terra.
Ele que formou o coração de cada homem
está atento a todas as suas obras.




Marcos 8,34-38.9,1.

Naquele tempo, Jesus chamou a multidão com os seus discípulos e disse-lhes: «Se alguém quiser seguir-Me, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me.
Na verdade, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; mas quem perder a vida, por causa de Mim e do Evangelho, salvá-la-á».
Na verdade, que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua vida?
Que daria o homem em troca da sua vida?
Portanto, se alguém se envergonhar de Mim e das minhas palavras no meio desta geração infiel e pecadora, também o Filho do homem Se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos Anjos».
Jesus declarou-lhes ainda: «Em verdade vos digo: Alguns dos que estão aqui presentes não morrerão, sem terem visto chegar o reino de Deus com o seu poder».



Tradução litúrgica da Bíblia



Comentário do dia:

São Francisco Xavier (1506-1552), missionário jesuíta
Carta de 10 de maio de 1546

Um grande missionário disposto a perder a vida

Este país [...] é muito perigoso, porque os seus habitantes, cheios de perfídia, misturam muitas vezes veneno na comida e na bebida. É por isso que não há ninguém disposto a ir para lá cuidar dos cristãos. Mas estes têm necessidade de ensinamentos espirituais e de alguém que os batize para lhes salvar a alma; é por isso que eu sinto a obrigação de perder a minha vida corporal para ir socorrer a vida espiritual do próximo. [...] Coloco a minha esperança e a minha confiança em Deus Nosso Senhor, com o desejo de me conformar, segundo os meus pobres meios, à palavra de Cristo, nosso Redentor e Senhor: «Quem quiser salvar a sua vida há de perdê-la; quem a perder por minha causa há de salvá-la». [...]

É fácil, evidentemente, compreender os termos e o sentido geral destas palavras do Senhor; mas, quando a pessoa quer levá-la à prática e dispor-se a perder a própria vida por Deus, a fim de a reencontrar nele, quando a pessoa se expõe aos perigos nos quais pressente a possibilidade de deixar a vida [...], tudo se torna tão obscuro, que as palavras, não deixando de ser perfeitamente claras, acabam também por se obscurecer. Nesses casos, parece-me, só consegue compreendê-las aquele - por muito sábio que seja - a quem Deus Nosso Senhor, na sua infinita misericórdia, Se digna explicar-lhas nas suas circunstâncias específicas. É então que conhecemos a condição da nossa carne, isto é, que somos fracos e enfermos.







Textos Retirados de: Evangelho Quotidiano. org