terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Liturgia do Dia - sua Profecia diária


Terça-feira, dia 03 de Janeiro de 2017

Féria do Tempo Natal (3 de Janeiro)

Santa Genoveva, virgem, +512

Comentário do dia
São Cirilo de Alexandria : «Eis o Cordeiro de Deus»

1 João 2,29.3,1-6.

Caríssimos: Se sabeis que Deus é justo, compreendereis também que todo aquele que pratica a justiça nasceu d'Ele.
Vede que admirável amor o Pai nos consagrou em nos chamarmos filhos de Deus. E somo-lo de facto. Se o mundo não nos conhece, é porque não O conheceu a Ele.
Caríssimos, agora somos filhos de Deus e ainda não se manifestou o que havemos de ser. Mas sabemos que, na altura em que se manifestar, seremos semelhantes a Deus, porque O veremos como Ele é.
Todo aquele que tem n'Ele esta esperança purifica-se a si mesmo, para ser puro, como Ele é puro.
Quem comete o pecado transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei.
Mas vós sabeis que Jesus Se manifestou para tirar os pecados e n'Ele não existe pecado.
Quem permanece n'Ele não peca; quem peca não O vê nem O conhece.


Salmos 98(97),1.3cd-4.5-6.

Cantai ao Senhor um cântico novo
pelas maravilhas que Ele operou.
A sua mão e o seu santo braço
Lhe deram a vitória.

Os confins da terra puderam ver
a salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor, terra inteira,
exultai de alegria e cantai.

Cantai ao Senhor ao som da cítara,
ao som da cítara e da lira;
ao som da tuba e da trombeta,
aclamai o Senhor, nosso Rei.




João 1,29-34.

No dia seguinte ao seu primeiro testemunho, João Baptista viu Jesus, que vinha ao seu encontro, e exclamou: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
É d'Ele que eu dizia: 'Depois de mim vem um homem que passou à minha frente, porque era antes de mim'.
Eu não O conhecia, mas foi para Ele Se manifestar a Israel que eu vim batizar na água".
João deu este testemunho, dizendo: "Eu vi o Espírito Santo descer do céu como uma pomba e permanecer sobre Ele.
Eu não O conhecia, mas quem me enviou a batizar na água é que me disse: 'Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer é que batiza no Espírito Santo'.
Ora eu vi e dou testemunho de que Ele é o Filho de Deus".



Tradução litúrgica da Bíblia



Comentário do dia:

São Cirilo de Alexandria (380-444), bispo, doutor da Igreja
Comentário sobre o Evangelho de João

«Eis o Cordeiro de Deus»

Ele é único, este Cordeiro que morreu por todos, que vela por todo o rebanho dos homens por seu Deus e seu Pai, um só para todos, a fim de a todos submeter a Deus, um só para todos, a fim de a todos ganhar (cf Rom 5,18), a fim de que todos «não vivam mais para si mesmos, mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou» (2Cor 5,15). Com efeito, quando estávamos mergulhados em numerosos pecados e consequentemente sujeitos à morte e a uma natureza perecível, o Pai deu o seu Filho como nossa redenção, só Ele por todos, porque tudo está nele e Ele é melhor que todos. «Ele morreu por todos» (ibid.), para que vivamos nele.

Com efeito, assim como a morte apanhou o Cordeiro imolado por todos, assim também nos soltou a todos nele e com Ele. Porque todos nós estávamos em Cristo, que morreu e ressuscitou por causa de nós e por nós; na verdade, abolido o pecado, não era possível que a morte, que tem origem no pecado, não fosse abolida com ele. Morta a raiz, o fruto não podia ser conservado. Morto o pecado, deixámos de ter razão para morrer. É por isso que podemos dizer com alegria a propósito da condenação à morte do Cordeiro de Deus: «Onde está, ó morte, a tua vitória?» (1Cor 15,55)







Textos Retirados de: Evangelho Quotidiano. org